peachy é uma plataforma online colaborativa de informação que pretende inspirar as mulheres a explorar e a celebrar as suas próprias ideias.

A mulher peachy é inteligente, sofisticada e independente, tem um ponto de vista único e sabe que tudo está ao seu alcance na vida.

peachy é o site onde procura informação para conseguir atingir os seus objectivos. A maior força da leitora peachy é ela própria.

O peachy é uma revista online feita pelas próprias leitoras.
 

É uma publicação online portuguesa, feita por mulheres, para mulheres, sobre mulheres. Tem como objectivo informar e entreter usando linguagem clara, simples, imparcial e objectiva. Vem completar uma falha de mercado na informação disponível para as mulheres, oferecendo também a oportunidade de participar directamente na produção de conteúdos.


Os Conteúdos têm por base:

  • Verdade: informações reais e verdadeiras, excepto quando devidamente identificados como sendo ficção. Há também a consciência de que na vida, tal como na matemática, não há apenas uma única verdade nem um único método.
  • Actualidade: conteúdos com relevância temporal, para que se enquadrem na realidade que nos rodeia.
  • Exigência e Rigor: os artigos publicados têm de dar respostas com o rigor e com a profundidade necessária para expor o tema.
  • Inovação:
    • está livre dos preconceitos dos meios de comunicação tradicionais, e pretende ir mais além da escrita convencional, utilizando todos os meios à disposição;
    • procura explorar outros temas além dos que habitualmente figuram em revistas femininas: peachy é uma revista online generalista para o público feminino.


Os Valores do peachy

A mulher peachy é acima de tudo uma mulher culta que está constantemente à procura de mais e melhor conteúdo sobre os temas que lhe interessam, e que nem sempre se sente satisfeita com a oferta tradicional das revistas disponíveis nas bancas e dos sites e blogs que consulta com regularidade. Para esta mulher, não é um problema mudar de fontes de informação caso já não se identifique com o conteúdo e a forma dos mesmos.
  • Empowerment: partilhar informação com as suas leitoras para as incentivar a alcançar os seus objectivos e ajudar a tomar decisões que lhes permitam resolver problemas pessoais e, dessa forma, melhorar o seu desempenho e a sua satisfação nos vários campos da sua vida.
  • Positividade: mensagens positivas alimentam a esperança e a confiança de quem as lê, ea nossa mensagem será sempre passada no sentido de acrescentar valor.
  • Não condescendente: o nosso compromisso de primar pela excelência do conteúdo que publicamos não pretende, de forma alguma, inferiorizar aqueles que não o dominam. A nossa função é partilhar conhecimento e não fazer julgamentos morais ou de valores.
  • Polivalência: a mulher peachy é mais do que um combinado de culinária, moda, beleza e sexo, e como tal tenderá a procurar conhecimentos sobre mais temas. Cinema, artes, viagens ou política são alguns dos tópicos que poderão ser encontrados no nosso site.
  • Profissionalismo: não iremos apresentar conteúdo em formato de diário pessoal e primaremos por uma exposição profissional.
  • Responsabilidade: os conteúdos publicados serão revistos de forma a dar a melhor informação possível, evitando falácias e sensacionalismo.
  • Consciência: do passado, focado no presente e empenhado em construir um futuro melhor. É importante saber as nossas origens enquanto humanidade, para sabermos onde vamos e compreendermos o que estamos a fazer.
  • Comunidade: o nosso objectivo a médio/longo prazo será ter um corpo editorial fixo, no entanto gostamos e lembrar que queremos dar voz a todas as mulheres e, por isso, todas as nossas leitoras são livres de fazer sugestões e submeter conteúdo para publicação. Ressalvamos apenas que o conteúdo proposto será sempre sujeito a revisão e que não deverá desrespeitar nenhum dos valores do peachy.
  • Seriedade: embora seja uma publicação que se assume à partida como tendo um carácter sério, não implica que não tenha um sentido de humor e faça uso dele.
  • Bom senso: queremos primar pela excelência dos conteúdos que partilhamos,evitando cair no erro de publicar conteúdos despropositados. O barómetro do bom senso ficará a cargo dos editores e dos participantes.
  • Sensibilidade: somos sensíveis à mudança e às necessidades das nossas leitoras, não tendo qualquer problema em reajustar ou readaptar o nosso conteúdo sempre que assim se justifique.
  • Perseverança: procuramos ser instigadores de mudança e deve posicionar-nos na frente de batalha pelo que é correcto e justo.
  • Respeito: respeitamos as diferenças da sociedade em geral e das nossas leitoras em todas as dimensões, nomeadamente na orientação sexual, religião, política, estatuto económico e em qualquer outro aspecto que possa levar à discriminação. A promoção de igualdade e a protecção da diferença são o valor base central de toda a nossa actividade.
  • Consciência: sabemos que os nossos objectivos não serão alcançados de um dia para o outro, mas não permitiremos que isso nos impeça de tentar.
  • Lean in: estamos conscientes que não podemos ter tudo, mas isso não nos impede de continuar a querer e a fazer sempre mais e melhor por nós e pela comunidade em que nos inserimos. Não conseguimos fazer as coisas sozinhas e não temos problemas em pedir e aceitar ajuda. Não somos consumidas pela busca da perfeição: fazemos o melhor que podemos com as técnicas que possuímos.
  • Liberdade: não somos nem queremos ser ditadoras de moda ou de estilo de vida. Fazemos sugestões e informamos sobre eventuais falhas de informação ou temas que consideremos pertinentes. A leitora possui a liberdade e a responsabilidade de procurar a informação que considere relevante e com a qual se identifique, não tendo que seguir tendências ou sugestões à risca.
  • Aprendizagem: consideramos que estamos e estaremos sempre a aprender, e que muitas vezes a melhor forma de o fazer é justamente através do erro, pelo que consideramos errar e falhar parte do nosso método de aprendizagem.
  • Respeito: este valor está intrínseco em todos os valores e métodos que mencionamos anteriormente, assim como no nosso ADN enquanto projeto e equipa. Decidimos, contudo, incluí-lo no nosso manifesto como forma de chamar a atenção para o que ele significa: acima de tudo, respeitamo-nos a nós próprias e fomentamos esse mesmo respeito ás nossas leitoras.