Diário de uma espécie de Mãe #12

 
 Photo by  Jason Briscoe  on  Unsplash

Photo by Jason Briscoe on Unsplash

 

Já me perguntam há algumas semanas se já sinto o bebé. O que me levou a estar muito atenta e obcecada com isso. Muitas vezes confundi gases com o meu bebé tal era a espectativa. Não há hora certa ou tempo indicado para o sentir, cada pessoa tem o seu timing. Dizem os sites especialistas na questão que é entre as 18 e as 22 semanas ou entre as 16 e as 20, enfim, isto mostra o quão subjectivo é. 

Ora estava eu ontem em frente ao computador no escritório, depois de almoço, enquanto sentia tipo formigueiros em certas zonas da barriga e por curtos espaços de tempo. Isto não são gases meus amigos, isto é a minha cria a mexer-se, imaginei eu e do nada mando um salto porque sinto um pequenino pontapé. Era mesmo como se, sei lá, uma coisa minúscula vos desse um soco na barriga, mas da parte de dentro (prémio para pior descrição de sempre). Pois é, parece que depois de almoço é a hora de exercitar aqui da pestinha, e por isso durante a tarde sinto coisinhas muito suaves a acontecerem na barriga. Isto acontece muito poucas vezes, ainda é cedo, e mal se sentem, mas deve aumentar a regularidade e intensidade ao longo das próximas semanas. 

Se com isto sinto que sou mais mãe ou que isto vai mesmo acontecer? Não. Ainda não me consigo a imaginar com um bebé cá fora, embora morra de curiosidade em conhecê-lo. Mas ainda está tudo muito no campo do “isto não é mesmo a sério”. 

Resumo semanal:

Tempo: 19 semanas

Sintomas: cólicas, mas muito mais leves e gases, e o sono parece que está a voltar, mas se calhar é só falta de férias. 

Medicamentos: ácido fólico e iodo. 

 
 

Bárbara+Alves.png

Madalena acabou de descobrir que está grávida. Madalena quer fazer um guia da sua gravidez com o mínimo de Bullshit possível. Temos quase a certeza que vai ser hilariante e de um realismo extremo.

Não percam o próximo episódio, porque nós também não.