Hábitos para ser feliz

 
 Photo by  Daiga Ellaby  on  Unsplash

Photo by Daiga Ellaby on Unsplash

 

Ser feliz não é fácil e, como passei por um esgotamento, posso falar dos dois la. Estava a acabar a faculdade e foi uma confluência de factores que me fez ficar doente. Não se deixem enganar, o esgotamento é mesmo uma doença: uma que não se vê, mas está lá.

Nestes últimos anos, principalmente desde que fui mãe, mudei um pouco a minha filosofia de vida. Tento viver menos ansiosa e não sofrer por antecipação, que foram duas das causas que me levaram ao fundo. Vou vivendo o dia a dia calmamente e não deixo de lado os seguintes hábitos:

  • Passar tempo ao ar livre - como já repararam gostamos de sair de casa, nem que seja para ir apenas à esquina da rua. Apanhar sol e ar fresco é uma terapia. Fechem os olhos e ouçam os pássaros e o sussurrar das folhas das árvores... 
  • Dormir o maior número de horas possível - fundamental para adultos como para crianças. Às vezes parece impossível  mas tento descansar o maior tempo possível. Não dormir deixa o cérebro cansado e doente! Pesquisem "cortisol" para perceber porquê!
  • Meditar - fechar os olhos e desligar de tudo é importante!
  • Ter um hobby - desenhar, pintar, correr, ler... algo que gostemos muito. Ocupa a mente e não nos deixa pensar em coisas negativas! E se começarem a pensar em coisas negativas, ocupem a mente com o vosso hobby... É um ciclo virtuoso!
  • Ouvir musica - adoro ouvir Lorenna Mckennit por exemplo, é um som calmo e relaxante!
  • Ser grata - agradecer pelo que temos todos os dias e dar valor a isso mesmo. Há pessoas em péssimas condições pelo mundo e por mais que pensemos que não, se houvesse uma lista de pessoas a sofrer, o nosso sofrimento não estaria no topo da lista!  Um ótimo exercício é registar num caderno o que somos gratos para que estejamos sempre conscientes do que temos a dar graças!
  • Não falar de trabalho em casa - uma das coisas que eu e o meu marido fazemos é não falarmos de trabalho em casa. Quando saímos do posto de trabalho temos que ficar offline!
  • Apreciar as pequenas coisas - momentos com os nossos filhos, um sorriso, uma semente a germinar, um abraço, um agradecimento... são estes os momentos que valem a pena!
  • Ser minimalista - não precisamos de montes de tralha em casa. Quanto menos tivermos, melhor é! Um espaço clean é bem melhor que a confusão, o vosso cérebro agradece!
  • Ter uma alimentação saudável - com uma boa alimentação a nossa disposição muda para melhor. Sentimos mais energia e vontade de viver e sorrir.
  • Espalhar amor e alegria - dar mimo e carinho aos que nos rodeiam não só faz sentir os outros melhor e mais felizes como a nós também. Lembrem-se de dizer: "Gosto imenso de ti"!
 
Love yourself.png
 

Vânia Trindade.png

Vânia Trindade é designer de profissão mas sobretudo mãe, amante da natureza, do mindfulness e do slow living. Sigam a Vânia no seu blog e no facebook.