Equihua: ressuscitando os Cobijas de San Marco

Para nós que nascemos deste lado do Atlântico, as palavras “Cobijas de San Marcos” provavelmente não nos dizem nada. Mas caso tenham ido ao México ou tenham contacto com pessoas de lá, provavelmente conhecem estes cobertores de acrílico grosso com cabeças de tigre, rosas de um cor-de-rosa berrante e outros gráficos retro de mais para serem considerados de bom tom. Nas casas mais tradicionais mexicanas os Cobija são uma presença constante, equivalente aos naperons que antigamente as pessoas usam em Portugal para cobrir sofás e afins. 

Não fujam já, porque foi este tipo de nostalgia que levou Brenda Equihua a pegar na sua herança cultural berrante e transformá-la em algo interessante e original: casacos super quentinhos feitos de Cobijas de San Marcos

A designer cresceu em Santa Bárbara (California), com a sua mãe que atravessou a fronteira do México, três dias antes de a designer nascer. Brenda, estudou em Parson e lançou a sua marca homónima em 2016, e a colecção feita à base de Cobijas de San Marcos é sua mais recente inovação. Esta revela o seu desejo de usar a moda como uma ferramenta de inclusão cultural. A colecção chama-se New Classics e é criada à volta destes cobertores mexicanos icónicos, vindos da cidade de Aguascalientes.

O grande desafio residia em como recriar novas utilizações para os cobertores sem criar algo demasiado retro e, deep breath, parolo. A resposta foi utiliza-los em peças com cortes clássicos, como hoodies, bombers… designs que reflectem a imagem do estilo casual americano e que valorizam as estampas de uma forma que faz lembrar as obras de Georgia O’Keeffe.

As peças têm uma apelo street style e são em simultâneo práticas, fáceis de usar e extraordinariamente úteis para o frio que está. 

Para mais informações visitem o site da marca, equihua.us.