Um clássico da hora do lanche: o Bolo de Maçã

 

Sempre vi o bolo de maçã como aquele bolo clássico que sabe bem em qualquer momento do ano e que, mesmo sendo bastante fácil de fazer, tem aquele ar de bolo sofisticado que dá a entender que perdemos a tarde toda a fazê-lo!

Enquanto que, no inverno, se lhe juntarmos umas especiarias e cantarmos uns cânticos da época, temos a fórmula automática para criar um ambiente natalício que abraça toda a casa, no verão, com umas rodelas de limão e um pouco de sorvete ou gelado de baunilha, ficamos com uma sobremesa fresquinha de chorar por mais! Porque não experimentam e nos dizem por que caminho decidiram levar esta maravilhosa sobremesa?

 
 

Ingredientes

Para o doce de maçã: 

  • Maçãs (pelo menos 6 ou 7 ou quantas quiserem e mais algumas);
  • Açúcar q.b
  • Água (uns salpicos apenas)

Para a massa:

  • 6 ovos
  • 250g de manteiga
  • 250g de açúcar 
  • 250g de farinha 
  • 1 colher de chá de fermento

Preparação

  1. Cortar a maçã aos cubos (não demasiado pequenos) e levá-los ao lume com 5-6 colheres de sopa de açúcar e um pouquinho de água. A quantidade de açúcar depende do tipo e quantidade de maçãs que usarem.
  2. Quando estiverem a caramelizar, colocar as maçãs num tabuleiro devidamente untado ou forrado com papel vegetal e deixar repousar.
  3. Numa taça, juntar o açúcar e a manteiga e, de seguida, as gemas, previamente separavas das claras.
  4. Bater às claras em castelo e juntá-las ao resto da massa, envolvendo cuidadosamente para não as abater muito.
  5. Juntar a farinha e o fermento e mexer bem a massa.
  6. Espalhar a massa por cima do doce de maçã no tabuleiro previamente untado, e levar ao forno a 180º C até o topo e o meio estarem bem cozidos. Eis o momento do teste do palito: sem se queimarem, espetam cuidadosamente um palito no meio do bolo. Se vier limpo, o bolo está cozido, se não, precisa de mais uns minutos. Se por acaso o bolo já estiver com a cor ideal no topo, uma folha de papel de prata no topo da forma basta para evitar queimar e deixar cozinhar o interior.
  7. Depois de retirarem do forno e deixarem arrefecer, desenformem o bolo, virando-o ao contrário, para o prato onde o vão servir.