Documentários a não perder no Netflix

 

Para aquelas noites em que não têm mais nada para fazer, mas não querem ver os mesmos filmes de sempre, trago-vos.... a minha lista (não tão) secreta de documentários do Netflix!

Chef's Table

 
 

Para quem é uma maluquinha de comida e tem paixões platónicas por chefs esta é a série documentária. Na minha opinião o melhor episódio é o primeiro, com o grande Massimu Bottura, mas não me impediu de ver as 2 temporadas de seguida e de quase chorar por não poder ir experimentar todos os restaurantes. É mesmo genial ver que muitas vezes o sucesso das pessoas tem por base histórias de vida, ou dificuldades semelhantes. E aqui têm acesso directo aos melhores chefs dos melhores restaurantes do mundo.

 

Cooked

 
 

Mais uma série documentária sobre comida, esta com quatro episódios e baseada  nos 4 elementos essenciais e a forma como eles se relacionam com a comida – Ar, Água, Terra e Fogo. É brilhante, e faz-nos perceber o que comemos a um outro nível. O respeito pelos alimentos é incrível e a curiosidade de Michael Pollan é contagiante.

 

Minimalism

 
 

Se quiserem ver este documentário preparem-se para duas coisas: os autores são um bocadinho estranhos (abraçam muito as pessoas: não entendo, podiam também ser minimalistas em gestos, mas parece que não), e, no final, vais querer deitar fora metade das coisas que tens. Conselho: deixa assentar e passar um ou dois dias antes de mandares tudo fora, e depois disso sim usa o que aprendeste e faz uma limpeza de verão, por exemplo. Gostei mesmo muito.

 

Abstract

 
 

Não percebo nada de arte, o que não me impede de adorar e foi por isso que vi está serie também numa tarde. Cada episódio é dedicado a um designer/artista de uma área diferente e à semelhança do Chef’s Table, é viciante ver como pensam as mentes mais geniais e os percursos de vida delas. Para além disso, fiquei a conhecer artistas que desconhecia e dos quais fiquei fã. A não perder mesmo!

 

Happy

 
 

Embora seja de 2011 só o vi este ano. Um documentário que nos leva a vários cantos do mundo em busca das origens da felicidade. Sou muito fã do filme Hector in search of happiness (se não viram, vejam) e este documentário é o espelho real desse filme. Dá que pensar, e como todos os documentários e livros de auto-ajuda, primeiro é mindblowing mas com o passar do tempo vamo-nos esquecendo. Este vale muito a pena ir revendo uma vez por ano.